Orientações Gerais – Docentes

O que são as APNPs e como devem ocorrer no quesito conteúdos?

Atividades pedagógicas não presenciais são ações de caráter formativo relacionadas aos projetos pedagógicos dos cursos ofertados pelo IFPR desenvolvidas externamente aos ambientes educativos da instituição e sem a interação direta entre educadores e educandos. As atividades pedagógicas não presenciais deverão envolver ações que primem pelo acolhimento dos estudantes, interesse por suas condições concretas de existência em tempos de pandemia de Covid-19 e a compreensão dos contextos inerentes à essa realidade completamente inédita, a partir dos projetos pedagógicos dos cursos (PPC).
A seleção dos conteúdos a serem abordados deverá ser adequada, além dos princípios definidos no art. 3º da Resolução nº 10, de 11 de maio de 2020, às condições materiais e emocionais dos estudantes decorrentes da pandemia de Covid-19, aos contextos e contingências próprios das práticas pedagógicas não presenciais.

Qual é o período letivo que pode ser reposto por meio da oferta oferta das APNPs?

Para os cursos com oferta anual: de 1 de maio a 31 de julho (excluindo o período de recesso acadêmico e de feriados). Para os cursos com oferta semestral: de 1 de maio a 3 de julho (excluindo os feriados).
Atenção! Novas prorrogações de suspensão de atividades presenciais podem alterar esses prazos.

Quando ocorrerá o lançamento das presenças e conceitos no SIGAA?

Esses lançamentos ocorrerão depois da validação da oferta das APNPs a ser realizada pelos respectivos colegiados e pelo CODIC após o retorno das atividades presenciais.

Os estudantes precisam ser notificados sobre seus conceitos?

É imprescindível que os estudantes tenham acesso aos conceitos das atividades avaliativas que estão sendo realizadas neste período. É importante que o docente explique que esses conceitos são parciais e que o lançamento deles no SIGAA ocorrerá após a validação das APNPs pelo CODIC quando as atividades presenciais retornarem.

Qual o prazo mínimo a ser definido para entrega de atividades?

Como definido nas reuniões de colegiado, deve ser estipulado o prazo de no mínimo 1 semana para a entrega das atividades, contemplando (neste prazo) um atendimento síncrono para que os estudantes possam sanar as possíveis dúvidas sobre a resolução das atividades.

Algumas sugestões para a padronização da comunicação com os estudantes:

O Google Classroom é a ferramenta definida pelo campus para a realização das APNPs. O professor pode utilizar meios adicionais de comunicação, mas todas as informações precisam constar nas respectivas salas do Google Classroom.
Utilizar sempre a opção “Atividade” para postar conteúdos no Google Classroom. Toda vez que uma atividade é postada, o discente é notificado por e-mail. Além disso, é possível estipular a data de entrega da atividade, sendo facilmente visualizada pelo discente e adicionada automaticamente ao calendário da turma.
Postar no classroom o plano das APNPs;
Postar no classroom o cronograma dos atendimentos síncronos com os links de videoconferência do Google Meet;
Agendar os atendimentos síncronos no calendário do classroom, é possível gerar todos os links dos atendimentos e enviá-los com antecedência aos estudantes;

Como ocorre o acompanhamento dos estudantes?

O acompanhamento dos estudantes se dá, principalmente pelas planilhas de acompanhamento. Nesse arquivo, os docentes deverão preencher, semanalmente, o status dos discentes de acordo com o seguinte padrão:

1: estudante não matriculado no google classroom
2: estudante matriculado, mas não realizou as atividades
3: estudante sem acesso à internet (coordenadores preencherão esse número, quando aplicável)
4: estudante realizou as atividades, mas com baixo rendimento
5: não houve atividade a ser entregue no período
6: estudante entregou a atividade, mas ainda não foi avaliada ou o rendimento foi aceitável

Por que preencher as planilhas de acompanhamento dos estudantes?

As planilhas foram a forma mais simples encontrada para que a SEPAE possa visualizar o nível e a qualidade de participação dos discentes, tomando as medidas cabíveis quando necessário. Além disso, as planilhas podem auxiliar os docentes na identificação de alunos com dificuldade, entre outras questões.

Como será realizada a aprovação das APNPs e qual é a função do Colegiado de Curso nesse processo?

As propostas de APNP devem ser submetidas ao coordenador de curso, que as compilará e enviará para os membros do colegiado. Posteriormente, será realizada a reunião de colegiado para discussão das propostas submetidas, visando principalmente evitar a sobrecarga de atividades.

Que encaminhamentos devem ser tomados em relação ao discentes que não conseguirem participar das APNPs?

A SEPAE, com a Direção de Ensino, Coordenação de Ensino e Coordenações de Curso estão ativamente buscando formas de que as APNPs incluam a maior quantidade de alunos possível. Para isso, estão sendo utilizadas as planilhas preenchidas pelos docentes.
Nos casos em que o discente não conseguir participar das APNPs, os conteúdos abrangidos por estas deverão ser ofertados no retorno às atividades presenciais. Como ainda não foi definido um protocolo de retorno, ainda não há definição dos possíveis modelos de recuperação de conteúdos a serem disponibilizados para tais discentes.

Podem ocorrer atividades ofertadas por mais de um docente?

Poderão ser propostas atividades de caráter interdisciplinar, envolvendo mais de um(a) docente, desde que seja indicada a carga horária a ser atribuída a cada componente em caso de validação.

Posso solicitar o cancelamento da oferta da APNP?

A pedido do(a)(s) docente(s) responsável(is), o colegiado do curso poderá autorizar o cancelamento da oferta de atividades que não contem com a participação efetiva de, ao menos, 50% dos estudantes matriculados no componente, no caso de curso com matrícula por componente curricular, ou na turma, no caso de cursos com matrícula por período letivo. Isso não quer dizer que, caso a participação efetiva seja menor que 50%, a APNP não será validada. Vale ressaltar que, de forma a validar a APNP, o docente deverá comprovar que todos os discentes tiveram acesso ao conteúdo.

O que precisa ser feito pelo docente ao final do período de implementação dessas APNPs?

Ao final do período de implementação dessas atividades, o(a)(s) docente(s) deverá(ão) produzir um relatório final de cada componente curricular ou projeto interdisciplinar ministrado a ser submetido à aprovação do colegiado do curso. O modelo será elaborado e encaminhado para os docentes tempestivamente.

O que precisa ser feito pelo coordenador do curso ao final do período de implementação dessas APNPs?

A partir das propostas aprovadas no âmbito de cada colegiado, o(a) coordenador(a) do curso produzirá um Plano de Geral de Atividades Pedagógicas não Presenciais do curso a ser submetido à aprovação da Diretoria de Ensino.
Após integralizadas todas atividades propostas no âmbito do curso, o(a) respectivo(a) coordenador(a) produzirá um relatório geral das atividades e o submeterá à aprovação da Diretoria de Ensino.

Todas as atividades serão validadas de forma integral?

As atividades pedagógicas não presenciais de cada curso poderão ser validadas, total ou parcialmente, como atividades letivas para cômputo da carga horária prevista nos projetos pedagógicos de curso. O docente, em sua solicitação de validação, indicará a carga horária que deseja validar, respeitando o limite indicado nas propostas de APNP.

Quem fará a validação dessas atividades?

A validação se dará em duas etapas: (1) validação pelos colegiados, de forma análoga à validação das propostas e (2) validação por ato do Colégio Dirigente do Campus (Codic).

Quando acontecerá a validação das APNP?

O processo de validação deverá ser concluído antes do período previsto para rematrícula dos estudantes no período letivo subsequente, respeitados os prazos necessários para preparação de sistemas e documentos pela secretaria acadêmica de cada campus.
Para componentes curriculares ofertados no último período letivo dos cursos, o processo de validação deverá ser concluído antes da data da cerimônia de formatura, respeitados os prazos necessários para preparação de sistemas e documentos pela secretaria acadêmica de cada campus.

Quais são os critérios para a validação das APNP?

São condições indispensáveis para a validação das atividades pedagógicas não presenciais:
I – Alcance dos objetivos de aprendizagem propostos, atestado pelo resultado do processo avaliativo;
II – Comprovada garantia de participação e aprendizagem de todos os estudantes matriculados no(s) componente(s) curricular(es) abarcados pelo plano, mesmo que por meios diferentes;
III – Atendimento aos princípios, diretrizes e normas da Resolução 10.

Preciso fazer atividades de recuperação dos conteúdos?

As atividades pedagógicas não presenciais deverão atender aos princípios e normas do IFPR no que se refere à avaliação do processo ensino-aprendizagem, inclusive no que concerne à recuperação de estudos.
O resultado do processo avaliativo das atividades não presenciais devidamente validadas será parte da avaliação contínua e cumulativa do ensino-aprendizagem do período letivo a que se refere, conforme plano de ensino vigente do(s) docente(s).

Poderão ser realizadas as atividades pedagógicas de estágio obrigatório e não obrigatório?

Estão autorizadas as atividades pedagógicas de estágio obrigatório e não obrigatório durante o período de suspensão do calendário acadêmico, mediante o atendimento das seguintes condições:
I – atendimento às normativas internas do IFPR referentes ao estágio;
II – Possibilidade do desenvolvimento das atividades de modo seguro, conforme normas das autoridades sanitárias e os padrões técnicos e especificidades de cada área de atuação profissional, considerando o estado atual da pandemia da Covid-19 no país;
III – Possibilidade de efetiva orientação e/ou supervisão de forma remota;
IV – Anuência do(a) estudante ou seu(sua) responsável legal, quando menor de idade;
V – Anuência do(a) docente, supervisor(a) e do(a) Coordenador(a) do Curso, ou seus(suas) substitutos(as) legais;
VI – Anuência da parte concedente.

Poderão ocorrer bancas de qualificação e defesa de TCC?

As bancas de defesa de trabalho de conclusão de cursos, ou bancas de qualificação, quando previstas no respectivo projeto pedagógico, poderão ocorrer de forma remota, sempre que atendidas as condições necessárias para a sua realização e concordância do(a) orientado(a) ou seu responsável legal, quando menor de idade, do(a) orientador(a) e da banca de avaliação do trabalho, respeitado o regramento específico de cada um dos cursos e as normativas gerais do IFPR.
Na impossibilidade do atendimento dessas condições, as bancas deverão ser realizadas após o término da suspensão do calendário acadêmico.

Podem ser realizadas outras atividades neste momento de suspensão das aulas?

Podem ser propostas pelos servidores dos campi atividades complementares de orientação e acompanhamento pedagógico, atividades culturais, orientações e diálogos de saúde mental, discussões e informações sobre assistência estudantil e outras atividades que tenham como função precípua manter a interação entre a instituição e os(as) estudantes e auxiliá-los a compreender as novas realidades decorrentes da pandemia de Covid-19.
Parágrafo único – Essas atividades independem de regulamentação e não poderão ser validadas para cumprimento da carga horária prevista nos projetos pedagógicos de curso, devendo ser acompanhadas pela coordenação do curso ou pela coordenação de ensino, quando envolver mais de um curso.

Quais cuidados devo ter, em relação aos direitos autorais, com os materiais elaborados e disponibilizados para os estudantes?

O autor do vídeo, apostila, áudio ou qualquer outro material utilizado nas atividades pedagógicas não presenciais será o titular dos direitos autorais, e é vedada a disseminação, seja em qualquer meio, dos conteúdos compartilhados, sem expressa autorização do autor do material. Caso utilize materiais elaborados por terceiros, sempre cite a fonte. Recomenda-se também solicitar a autorização.

O que ocorrerá com a carga horária dos componentes curriculares que não forem ofertados por meio das APNPs?

A carga horária dos cursos que não forem contempladas por atividades não presenciais será integralmente reposta conforme normas específicas de adequação do calendário 2020.

Topo